16 setembro 2009

O cemitério dos sonhos


O sonho não dura para sempre como todos já devem ter pensado na infância. Ele parte, talvez, para o cemitério dos sonhos e, dizem os espiritualistas, tem a capacidade de retornar. Então, fico imaginando se as coisas que sonhei para mim podem ter reencarnado na vida de outras pessoas, mais jovens do que eu, com todas as expectativas que um dia foram minhas. E se elas, enfim, conseguirão se realizar ou voltarão para o túmulo frio até a próxima encarnação.

Tediosa essa vida de sonhos que não se realizam, hein? Seria o primeiro amor, mas um dos dois precisou mudar de cidade de repente. Seria uma grande dançarina, mas estava muito gordinha para o balé. Seriam ótimos irmãos, se tivessem nascido na mesma família. Seriam felizes eternamente, sem o divórcio no terceiro ano de casamento. Seria uma boa mãe, mas perdeu, com a idade, o desejo de ter filhos. Seria um excelente profissional, se não estivesse desempregado. É um mundo inteiro que seria, mas não foi.

Em todo caso, eu diria ser tolice deixar os sonhos de lado e pender para o pesadelo – uma vida vivida exclusivamente de realidade deve ser mais ou menos assim Já ouvi dizerem por aí que sonhar é uma ilusão e que ilusões só servem para uma coisa: desiludir. E que devemos ter mais objetivo, menos sonho; mais setas apontadas para o alvo, menos fantasia; mais ação, menos pensamento; mais calculadoras, menos amizades e sentimento.

Ainda bem que ninguém é obrigado a acreditar nessas coisas como uma máxima da vida. Senão, não haveria os poetas, os meninos pobres da várzea que se tornaram grandes jogadores de futebol, o preto presidente, o político decente e as contradições. Sem uma segunda chance, ao morrer, os sonhos todos teriam de seguir direto para o céu ou para o inferno. E jamais voltariam.

Imagem: Matheus Velasco.

6 comentários:

andy859 disse...

olá Isolada, adorei seu novo post. Acredito que o mundo seja movido pelos sonhos. O que seria de nós se não corresemos atras de nossos sonhos? Para que viver, sem um ideal, um desejo, um sonho a concretizar? Sem os sonhos, a realidade não teria a mínima graça...Parabéns pelo blog!

Ricardo Santos disse...

Acredito que se não sonharmos morreremos em um mundo tomado por um sistema opressor.Os sonhos nos faz alcançar objetivos, quebrar paradigmas e romper barreiras.
Muito bom esse post, parabéns!

Eduardo Leite disse...

O viver pede um sonhar. Viver, em si, já é sonhar. Não tem um sem o outro. Muito bom o post! Pra variar, né?

Magnoliasantos disse...

Amiga, sonhadora, o sonho é um patrimônio coletivo. Um presente divino para a humanidade. Por esta razão, o melhor sonho é o sonhado junto, o sonho de todos, a utopia.

julio onofre disse...

Sonhos, sonhos são.
Adorei esse post mesmo. Minha vida, e a de todos, sempre é trilhado por sonhos, muitas vezes imcompreensíveis, mas essenciais a sobrevivência.
O ruim dos sonhos é quando a gente os tem em sono profundo e não lembra no outro dia.
Bjos.
Ah!eu gosto é do áudio-post.

Isolda Herculano disse...

Pelo visto, minha audiência é feita de alguns sonhadores convictos, como eu. E sabe de uma coisa: é bom sentir isso.

A presença de vocês é esperada, sempre.

Abraços.